CITAC

Círculo de Iniciação Teatral da Academia de Coimbra


O grupo de teatro CITAC (Círculo de Iniciação Teatral da Academia de Coimbra) nasceu em 1956 e constrói desde então o seu domínio do teatro experimental e de vanguarda em sua Caixa Negra. Carrega a história do teatro popular e de rua, da intervenção social e política desde os tempos em resistência ao Estado Novo, marcado pela emancipação estudantil, social e feminina, razão pela qual foi perseguido e forçadamente encerrado pela PIDE em 1971.

Retornou a ativa depois da Revolução dos Cravos, em 1974, desde então e até agora aprimorando-se nas artes do corpo performativo, integrando o teatro pós-dramático, dança, artes circenses e performance na criação de produções contemporâneas que dialogam, através das ânsias artísticas de seus jovens membros, com o mundo interior e exterior que nos compõe.

Com sua atual vertente focada na formação artística gratuita e de qualidade dos "citaquianos", ao adentrarem o grupo bienalmente, o corpo do CITAC mantém-se em constante renovação ao mesmo tempo em que transmite sua essência construída ao longo dos anos para cada nova geração.

Em perpétuo movimento, o grupo traça um caminho particular pelo experimentalismo sem amarras, atravessando as poéticas do palco como uma oportunidade para materializar o invisível, na imersão em linguagens do surreal, do ritual e do expressionismo físico. Dessa forma, busca sempre proporcionar experiências artísticas inesperadas e únicas para o seu público ao adentrar a Caixa Negra.

espetáculo "Vanitas"