No Common Language
TUP

No Common Language


10 MAIO | 19H00

1h

No Common Language é uma soma de partes que não constitui um todo. É um espectáculo poluído, produto de um processo de pesquisa de linguagens cénicas sequencialmente disruptivas, ao mesmo tempo que se contaminam entre si. Não é uma coisa séria. Mas é, com o devido sentido de humor. É um exercício de fusão de linguagens, de negação da unidade e da significação perfeita, de discussão de possibilidades para a transgressão dos próprios processos de criação.

Assistir à estreia:
FACEBOOK Direto

FICHA TÉCNICA

Encenação: Susana Oliveira

Interpretação: Margarida Silvestre, Patricia Xará, Susana Henriques

Desenho de som: Manuel Brásio

Desenho de luz: Hugo Valter Moutinho

Cenografia/vídeo: Eduarda Andersen

Figurinos: Helena Guerreiro

Mestra Costureira: Esperança Sousa

Produção: António Pacheco, Fábio Amorim, Filipa Santos, Inês Pinheiro Torres

Apoio técnico: Eduardo Brandão

Agradecimentos: Alexandra Corte-Real, Anjos Urbanos (Carlos Almeida), António Pacheco, Bethanne Freund, Daniela Araújo Braga, Duarte Rodas (Barracuda Clube de Roque), Filipa Fonseca, Filipe Pacheco, Paulo e Ricardo Coelho, Get Hands Dirty (Cristiana Figueiredo), Gilberto Pereira, Óptica Portuense, Gondor - Engenharia e Construção, Henrique Ferreira Mota, Júlio Eme, Manuel J. Sousa Oliveira, Marco Gabriel, Maria João Almeida, Maria João Calisto, Nuno Matos, Orlando Castro, Pedro Barbosa, Pedro Sardinha, Rafael Cortes Pires, Rui Torres, Sara Jones, Sara Nogueira, Susana Sousa, Tiago ngelo.

Apoio: Universidade do Porto e IPDJ